quinta-feira, 22 de julho de 2010

Campanha - "IBGE ... SE VOCÊ FOR LGBT, DIGA QUE É !"



CENSO 2010 : ABGLT lança campanha
"IBGE ... SE VOCÊ FOR LGBT, DIGA QUE É !"
in BRAZIL, 22/07/2010

No Censo Demográfico 2010 o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai contar também casais homossexuais. Neste sentido, a ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – estará recomendando a todas as 237 afiliadas que incentive através das Paradas LGBT, das redes sociais da Internet, e em todos os eventos, a divulgação da seguinte frase "IBGE ... SE VOCÊ FOR LGBT, DIGA QUE É !"

Pela primeira vez em todo o Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai contabilizar casais homossexuais no Censo Demográfico 2010. A proposta do instituto é trazer informações atualizadas de acordo com as mudanças da sociedade brasileira nos últimos anos.

“No passado nós só perguntávamos se eram cônjuges. Hoje nós abrimos para cônjuge do mesmo sexo e cônjuge de sexo diferente”, explica o presidente do IBGE, Eduardo Pereira Nunes.

Só vão ser contabilizados os casais homossexuais que declararem, no questionário de perguntas, que moram no mesmo domicílio em união estável. O IBGE já utilizou questionários com questões sobre a união estável homossexual em alguns municípios, mas esta será a primeira vez que a pesquisa envolve todas as cidades brasileiras.

Mas para o coordenador técnico do censo do IBGE, Marco Antônio Alexandre, a mudança não foi feita com o objetivo de revelar o percentual homossexual da população brasileira, até porque nem todos vivem em união estável.

O Instituto vai visitar 58 milhões de domicílios em 5.565 municípios. “Quando os(as) recenseadores(as) baterem em sua porta e você for “casado(a)” com uma pessoa do mesmo sexo, diga que é. É importante que nós ativistas e governo tenhamos dados concretos para construirmos políticas públicas”, disse Toni Reis, presidente da ABGLT.

A Contagem da População pelo IBGE em 2007, realizada em cidades pequenas, identificou, pela primeira vez, 17.560 pessoas que declararam ter companheiros do mesmo sexo. Desse total, 9.586 homens se declararam cônjuges de companheiros do mesmo sexo, o mesmo ocorrendo em relação a 7.974 mulheres.

"O Censo é um espelho oficial do país e de seus habitantes, que influi na tomada de decisões a cerca das políticas públicas."

Informações adicionais:
Toni Reis – Presidente da ABGLT – 41 9602 8906

Carlos Magno – Secretário de Comunicação da ABGLT – 31 8817 1170

terça-feira, 13 de julho de 2010

Youtube censura video que traz duas mulheres se beijando

Fãs lutam para manter no YouTube clipe de Luen que traz duas meninas se beijando

RIO - Era apenas coisa de menina, mas alguém não gostou e denunciou. Sem nenhuma explicação, o clipe "Coisas de menina", da cantora Luen, é sistematicamente tirado do ar no YouTube. Ele já foi repostado cinco vezes desde dezembro passado, quando foi lançado, mas, misteriosamente, sempre acaba sendo removido. Sem nenhuma explicação. Será que é pelo fato de mostrar duas garotas bonitas se beijando dentro de um banheiro feminino, mesmo sem nada mais explícito?

Veja o clipe "Coisas de menina"

A novata Luen, uma americana radicada no Brasil, vocalista da banda vencedora da primeira temporada do reality show "Geleia do rock", do canal Multishow, em 2009 - e que está lançando seu primeiro CD pela Discobertas, com show dia 27, na Melt -, diz não entender o que acontece:
- Fiquei indignada, porque nós já estamos no século XXI. São apenas duas mulheres se beijando, nada demais. O clipe já foi tirado do ar cinco vezes, botamos de volta, eles tiram de novo. O que me deixa indignada é que não nos dão explicação nenhuma, não recebemos sequer um e-mail.
O empresário e produtor de Luen, Clemente Magalhães, conta ao GLOBO mais detalhes a respeito do caso:
- A gente postou o clipe no YouTube, no final do ano passado, e ele logo saiu do ar. Lá tinha um aviso em inglês que dizia: "Tirado por motivo de conteúdo impróprio." Parece que é por causa de alguma denúncia de alguém que não gosta do que vê e reclama - deduz.
Curiosamente, agora são os fãs que baixam o clipe e o repostam no YouTube enquanto ninguém percebe a sua presença e volta a bani-lo.
- Eles vão mudando o nome do clipe, e assim enganando o YouTube - diz Magalhães, lembrando que o vídeo foi feito antes do "Geleia do rock", tendo tido, portanto, sucesso espontâneo antes de Luen ficar em evidência.
No disco da cantora, a música está com o arranjo modificado, um pouco mais pesado. O CD ainda tem outras coisas, além de canções assinadas por Luen:
- Sou compositora e cantora. Então, temos várias faixas feitas por mim ou em parceria com a banda, e também composições de artistas que admiro. Tem músicas de Julie London, da época em que eu cantava jazz e blues nos barzinhos, que foi o que me iniciou. Tem Bob Dylan, Yoko Ono e Rita Lee ( "Menino bonito") - diz Luen, que também é fã de Cazuza, Cássia Eller e Renato Russo, e começou a cantar com 11 anos, nos bares de Búzios, onde acabou sendo descoberta.
- Me falaram dela lá em Búzios, onde passo os fins de semana, então acabei indo vê-la cantar num show no Cine Bardot e tomei um susto quando ouvi. Como ela era boa! - diz Magalhães, contando que Luen e sua banda estão tendo relativo sucesso, principalmente em Minas Gerais.
- A gente está tendo uma boa recepção em Minas. A partir de agosto, já temos um monte de shows marcados em vários lugares. Passaremos pelo Sul e por São Paulo - conta.
Tão provocante quanto o clipe foi o lugar escolhido para um dos shows de lançamento do CD de Luen no Rio, há algumas semanas: o clube de suinge 2A2, em Copacabana.
- Não foi para chamar a atenção, nem para ser diferente. Fizemos lá porque é a minha onda. É um lugar para as pessoas que são livres de mente, que gostam de coisas fora do padrão. Não havia nenhuma ideologia, foi mais pela questão de atitude - diz Luen.


FONTE: O Globo

Related Posts with Thumbnails

Mapa Aracaju GLS - sua diversão esta aqui!


Visualizar Espaços GLS de Aracaju em um mapa maior